Glomaron divulga manifesto apoiando reabertura da BR-319.

Atenta aos problemas que afligem a sociedade ou criem empecilhos ao desenvolvimento com sustentabilidade e garantidor do pleno exercício da cidadania em todos os níveis, a Grande Loja Maçônica do Estado de Rondônia (GLOMARON) manifesta seu apoio ao movimento em defesa da reabertura da rodovia federal BR-319, ligando por via terrestre, Porto Velho (RO) a Manaus (AM).


O grão-mestre Aldino Brasil disse, nesta quarta-feira, que a manutenção da rodovia fechada ao tráfego atende a interesse inconfessáveis e impede a integração da quase dois milhões e meio de habitantes residentes dos estados do Amazonas e de Roraima. "Não podemos negar esse direito de ir e vir das pessoas em nome dos interesses de órgãos ambientais que não comungam com os interesses brasileiros", afirma Aldino.


Veja, a seguir, a íntegra do manifesto da Glomaron em apoio à reabertura da BR-319 (Porto Velho-Manaus):

Atenta aos problemas que afligem a sociedade ou criem empecilhos ao desenvolvimento com sustentabilidade e garantidor do pleno exercício da cidadania em todos os níveis, a GRANDE LOJA MAÇÔNICA DO ESTADO DE RONDÔNIA (GLOMARON) manifesta seu apoio ao movimento em defesa da reabertura da rodovia federal BR-319, ligando por via terrestre, Porto Velho (RO) a Manaus (AM).

A Glomaron – que já conta com diversos integrantes participando individualmente do movimento – agora manifesta-se institucionalmente como partícipe dos debates e atividades, rejeitando as tentativas, escamoteadas às vezes, de impedir a liberação do tráfego na BR-319.

Não se pode condenar várias comunidades que residem e resistem ao longo desta rodovia, implantada há mais de 30 anos, ao abandono e à negação dos seus basilares direitos à cidadania.

Sobretudo, deve ser garantido aos cidadãos que vivem – em comunidades ou isolados – o sagrado direito de ir e vir, tolhidos pela cega obediência aos pseudos ambientalistas que não permitem que a velha estrada seja sequer recuperada.

O meio ambiente tem e deve ser respeitado, de acordo com o que preconiza a Lei e levando em conta o direito do cidadão.

É claro que, à reabertura da rodovia, devem preceder os pressupostos garantidores da manutenção das reservas florestais próximas e do equilíbrio do seu meio ambiente. Mas nunca matar um em detrimento do outro. A coexistência em simbiose é perfeitamente viável.

A reabertura da BR-319 impulsionará o intercâmbio, em todos os setores, entre Rondônia e Amazonas, além de integrar este Estado e o de Roraima ao restante do Brasil por via terrestre.

Buscando ampliar o movimento pela reabertura da BR-319, a Glomaron consultará a Grandes Lojas do Amazonas (Glomam) e a Grande Loja de Roraima (Glomar) sobre as possibilidades destas duas potências maçônicas declarar seus apoios ao movimento em defesa do direito à integração destes dois Estados ao restante do Brasil.

Doravante, o assunto REABERTURA DA BR-319 será tema de debates nos encontros dos maçons e em suas oficinas.

GRANDE LOJA MAÇÔNICA DO ESTADO DE RONDÔNIA - GLOMARON

2 visualizações