Palestra sobre "Os Templários" na Loja Maçônica Vale do Jamari Nº 38


Na data de 23 de março de 2017, a Loja Vale do Jamari nº 38, os obreiros puderam enriquecer seus conhecimentos com a palestra ministrada pelo professor Washington Heleno Cavalcante, cujo tema "Os Templários" trazendo a tona as histórias do século XIV, relatando as acusações da Igreja e do Papa Clemente contra os Templários, inclusive sobre o inicio comerciário.


A mesma palestra também foi ministrada nos Capítulos Luciano de Assis nº 118 e Pendragon nº 941, ambos da cidade de Ariquemes, enriquecendo nossos jovens da Ordem DeMolay Rondoniense.


O Venerável Mestre Mascote, no uso da palavra "Agradecemos ao Professor , com sua inigualável sabedoria e conhecimento, nos abrilhantou e presenteou com a excelente palestra, nos relembrando muito das histórias que estudamos, e por muitas vezes, deixamos passar detalhes tão bem esclarecidos nesta oportunidade, agregando de forma imensurável aos nossos cotidianos de estudos.


HISTÓRICO DO PALESTRANTE


Mestre em História e Estudos Culturais pela Universidade Federal de Rondônia. Possui graduação em LICENCIATURA EM HISTÓRIA pela Universidade Federal de Rondônia (2004) e, especialização em Ciências Sociais . Atualmente é professor da Rede Pública do Estado de Rondônia. Tem experiência na área de História, com ênfase em Ciências Sociais. Possui experiência profissional em ensino superior de licenciaturas e pós graduações lato sensu.


SOBRE OS TEMPLÁRIOS


Fundada em 1118 com o objetivo de proteger os peregrinos que se dirigiam a Jerusalém, ao longo de dois séculos a Ordem dos Templários acumulara grandes riquezas. O seu poder era tal que tinham apenas o dever de responder perante o papa.


Com graves problemas de caixa e tendo de recorrer a empréstimos junto aos templários para custear os negócios do seu reino, Filipe IV usou a sua influência sobre Clemente V, sob a sua dependência, para acabar com a ordem e confiscar todos os seus bens. Para isso pôs em andamento uma estratégia de descrédito, acusando-os de heresia, imoralidade, sodomia e diversos outros crimes.


Na sexta-feira, dia 13 de outubro de 1307, centenas de cavaleiros templários por toda a França foram presos simultaneamente por agentes de Filipe o Belo e sujeitos a tortura para confessarem a heresia da própria ordem religiosa, fato que provavelmente esteve na origem da superstição de as sextas-feiras dia 13 serem dias aziagos.

Em 1312, o papa francês extinguiu a ordem por uma bula, retirando a sua proteção e o seu estatuto eclesiástico. Filipe tomou as consideráveis riquezas dos templários e acabou com o seu sistema bancário monástico.


Os líderes templários foram supliciados. Em 1314, o último grão-mestre, Jacques de Molay, foi queimado na fogueira em Paris. De acordo com a lenda, de dentro das chamas este amaldiçoou o rei Filipe IV e sua descendência, o papa Clemente V e o ministro Guilherme de Nogaret, afirmando estes seriam convocados perante o tribunal de Deus no prazo de um ano. De facto, todos os três morreram dentro desse prazo.