Professor Aleks Palitot, ministra aula sobre a Independência na Loja Estrela Renascente 02.



A Grande Loja Maçônica do Estado de Rondônia, em sessão capitaneada pelas Lojas Estrela Renascente n°2 e Defensores da Ordem n° 26, com a presença do Alto Corpo da Glomaron, Veneráveis Mestres de Lojas co-irmãs e demais irmãos, teve a satisfação de receber na noite de ontem (11) o Professor, Historiador, Apresentador e Vereador Aleksander Palitot, que pode compartilhar com os obreiros ali reunidos, conhecimentos sobre um episódio marcante da história do Brasil, que foi a sua Independência. (Fotos Irmão Denilso de Lima).


QUEM É ALEKS PALITOT?


Aleksander Allen Nina Palitot nasceu em 27 de setembro de 1978 em Porto Velho capital do Estado de Rondônia. Mora há 32 anos no mesmo bairro o Areal, onde literalmente nasceu. Sua mãe Maria Helena Nina de Oliveira, o teve em parto normal em sua residência, à mesma teve ajuda da parteira muito conhecida na cidade, Dona Filó, mãe do senhor Carol Van Demis ferroviário da Estrada de Ferro Madeira Mamoré. A professora Helena Nina é uma pedagoga que fez história na educação de Rondônia, trabalhou durante 40 anos no ensino, formada pela Universidade Federal do Pará, foi diretora dos colégios Getúlio Vargas, Barão Solimões, Pe. Chiquinho e John Kennedy.


Seu Pai Clemenceua Palitot, era formado em Administração de Empresas pela Universidade Federal da Paraíba, trabalhou na construção de Brasília na década de 50, foi suplente de deputado estadual da Paraíba do antigo MDB, veio a Rondônia fugindo das perseguições do Regime Militar. Aqui foi um dos primeiros gráficos do Estado.


O Professor Aleks Palitot estudou no ensino fundamental I, fundamental II e Médio no extinto colégio particular Centro Educacional Dr. Grangeiro. No mesmo colégio foi presidente do Grêmio Estudantil entre 1994-96. Foi também presidente dos Clubes Filatélicos Forte Príncipe e Marechal Rondon.


Foi integrande atuante da Ordem Demolay para o Brasil, maior organização de jovens do mundo com cadeira cativa na ONU. Como Demolay foi presidente (Mestre-Conselheiro) em duas oportunidades(1997, 1998) do Capítulo Jorge Teixeira da Ordem Demolay em Porto Velho, posteriormente foi Secretário Estadual da Ordem Demolay para Rondônia, com uma boa atuação levando a ser eleito Presidente Estadual em 1999 (Mestre-Conselheiro Estadual-RO). Na sua gestão foi responsável pelo 1° Censo Demolay-RO, fundação de mais 4 Capítulos Demolays no Estado, fundou o Convento Cavaleiros do Real Forte Príncipe da Beira e trouxe o grau Ébano. Foi considerado na função o melhor do Brasil recebendo a comenda no Rio de Janeiro em 2000 das mãos do fundador da Ordem Demolay no Brasil Alberto Mansur.


Fez especializações em Metodologia do Ensino Superior pela FARO, em educação pela FGV e em História Contemporânea pela Universidade Complutense de Madri-Espanha. Possui MBA em Gestão em Administração Pública na PORTO pela Fundação Getúlio Vargas. Têm Mestrado em História Contemporânea Universidade Complutense de Madri e Mestrando em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela UNIR. Foi professor na Escola Municipal Padre Chiquinho, no Colégio Interação e Colégio Dom Bosco. Também trabalhou como professor de História de Rondônia e Brasil no GIGA cursos e vestibulares. Foi professor no curso de Pós-Graduação na Faculdade de Pimenta Bueno – FAP. Trabalha como professor desde 1998, atualmente é professor de história no Colégio Objetivo de Porto Velho, na Faculdade Porto Velho – FGV. Também têm formação técnica em Guia de Turismo pela Fundação Curso 24 horas. Está devidamente credenciado pelo Ministério do Turismo. Além de ser considerado amigo do turismo pelo Governo do Estado de Rondônia através da Superintendência do Turismo, agraciado com um diploma em 2014.


Em 2016 foi pela primeira candidato a vereador no município de Porto Velho, e sagrou-se vencedor nas eleições como o vereador mais votado com 4.039 votos. Sendo assim, o terceiro vereador mais votado da história de Porto Velho. Sua campanha contou com o apoio do segmento estudantil, professores, Ordem DeMolay e Historiadores. Foi uma campanha com pouco investimento financeiro e contando com a ajuda de voluntários que acreditaram no projeto ” Trilhando uma Nova História”. Concluiu seu segundo Mestrado em 23 de dezembro de 2016. O mesmo em Desenvolvimento Regional e Meio Ambiente pela UNIR.


73 visualizações